Seminário Internacional da CIER começa nesta terça-feira

Seminário Internacional da CIER começa nesta terça-feira

O Comitê Brasileiro da CIER (BRACIER) comemora 50 anos de trabalho em apoio ao setor elétrico no Brasil e vai realizar o Seminário Internacional Energias Limpas e Desafios Tecnológicos na América Latina, que acontece nos dias 24 e 25 de maio no Rio Othon Palace Hotel, em Copacabana, no Rio de Janeiro. O papel da inovação no planejamento energético, novas tecnologias e os impactos da COP21 estão entre os destaques da programação, que contará com coquetel com o Ministro de Minas e Energia, seguido da premiação Bracier 50 anos.

O evento vai reunir especialistas internacionais, agências governamentais, empresários e investidores a fim de trocar experiências e analisar o estado da arte do setor energético regional no tocante às tecnologias existentes e suas tendências de desenvolvimento, principalmente no que se refere ao fomento à integração energética regional e à incorporação de fontes de energia renovável nas matrizes energéticas dos países, fundamentais para o cumprimento dos compromissos assumidos na COP 21.

A CIER também pretende analisar a dinâmica do cenário regional, com destaque aos seus aspectos regulatórios, a fim de contribuir na consolidação de uma visão mais precisa do futuro do setor, com vistas ao estabelecimento de bases para implantação de um planejamento energético em nível regional, tendo em vista o desenvolvimento sustentável, com responsabilidade social e respeito ao meio ambiente. Conforme explica o presidente da CIER, Victor Romero, “serão discutidos temas atuais e de grande importância para o setor elétrico, além de representar a celebração do ciclo de 50 anos de esforços da CIER e do BRACIER no Brasil e no continente latino-americano”.

Segundo o Gerente Geral do Bracier, Eduardo Veiga, “é inegável notar que tivemos um grande avanço da integração energética no continente nos últimos 50 anos, mas ainda estamos distantes do cenário ideal diante do imenso potencial energético da região e da otimização do uso dos recursos no atendimento à crescente demanda por energia elétrica da população e para o desenvolvimento da economia local”. Ele também ressalta a importância da integração e das tecnologias como forma de garantir o suprimento e eficiência energética nos países, além de dar suporte aos governos e tomadores de decisão.

Além desses, já estão confirmados: Alvaro Fleury (Diretor ONS), Nelson Fonseca Leite (Presidente Abradee), Rafael Kelman (PSR Consultoria), Mauricio Garrón (Diretor CAF), Francisco Anuatti (FIPECAFI/FEA-USP), Lilian Alves (Head of Latin America Bloomberg), Josias Matos de Araújo (Diretor de Regulação Eletrobras), Andrés Romero (CNE-Chile), Prof. Dorel Soares Ramos (USP), Ruben Chaer (ADME-Uruguai), Joisa Dutra (FGV), Jorge Vasconcelos (Newes), Ramon Haddad (State Grid), Alfonso Burbaud (Transener-Argentina), Rodrigo Regis (Diretor Presidente CIBiogás), Prof. Sidnei Martini (PCS/USP), Maria Nohemi Arboleda (Gerente Geral XM-Colômbia), Amilcar Guerreiro (Diretor EPE), Arturo Iporre (Ende-Bolívia), Gonzalo Casaravilla (UTE-Uruguai), Regina Célia Baptista (Furnas), Juan Roberto Paredes (Especialista em Energias Renováveis BID – EUA), Alcides Codeceira (Assessor DTG Chesf), Arturo Alarcón (Especialista em Energia – BID), Eduardo Takahashi (Diretor Aon Rosk Solutions), Tabare Arroyo (WWF Internacional) e Guilherme Lencastre (Enel); além de representantes de outras empresas.