Como escolher os hortifrútis nas gôndolas dos mercados

Como escolher os hortifrútis nas gôndolas dos mercados

Dúvida frequente entre muitas pessoas com estilos de vida variados, a escolha de frutas, legumes e hortaliças faz a diferença na cozinha.

Este artigo chega para sanar essas dúvidas. Criei um guia de como eleger alguns dos itens mais comumente encontrados nas gôndolas e consumidos pelos brasileiros.

Uma dica geral que já posso dar é: confira os itens em estação. É comum os CEASA de cada cidade divulgarem isso em sites ou redes sociais. Na estação, o produto é mais fresco, saboroso, nutritivo e barato. Além de possuir menos agrotóxicos. De toda forma, dê sempre preferência aos orgânicos.

Abacaxi

Muitas técnicas furadas envolvem o abacaxi. A de puxar uma pétala da coroa e se ela soltar, está bom é bastante controversa. A cor também pode te guiar para o lado errado, mas de fato infalível é o aspecto de sua casca: quanto mais aberta, mais maduro está. Observe as “pontinhas” dos gomos, elas devem estar bem separadas.

Abacate

A casca lisa ou não, não quer dizer muito, depende da espécie do abacate. O ideal é você, com bastante cuidado, dar uma leve pressionada na casca. Quanto mais macio, mais maduro. Eu costumo recomendar que se comprem os que estejam levemente macios, para consumir no dia seguinte, pois os já maduros normalmente ficam muito machucados por estarem empilhados.

Banana

Muito mais gente tem dúvida sobre banana do que parece. Mas a solução é fácil! A banana está própria para consumo quando começam os pontinhos pretos em sua casca, mas cuidado com as manchas pretas: elas indicam machucados. Casca lisa e amarelona ainda é sinal de fruta verde. Evite pencas que estejam soltando pedaço.

Coco

Deve fazer barulho de oco quando ao bate nele, porém se você o sacode e ouve barulho de água, quer dizer que há muito ar. Quanto mais cheio de água o coco é, menos barulho fará ao sacudir.

Limão e laranja

Características semelhantes: não devem estar macios, isso indica maturação em excesso. A casca deve estar lisa e brilhante, indicando bastante suco.

Mamão e melão

O mamão é bem fácil: busque casca amarelada, aroma intenso e poucos machucados. Um fruto assim está ideal para consumo. Porém pode ser comprado um pouco mais verde e deixado embalado em papel pardo ou jornal até que finalize a maturação. Já a técnica mais confiável para o melão é dar uma leve apertada na marca do caule. Se estiver macia, está próprio ao consumo.

Pêssego, ameixa e manga

Esses enganam muito pela cor, mas a forma de saber é pela textura. Com delicadeza deve-se dar uma leve apertada, se ceder um pouco, mas mantiver a firmeza, está na maturação perfeita. O aroma também é um excelente indicativo, quanto mais perfumadas, mais doces e maduras.

Melancia

Essa também é chatinha e vai da experiência. A casca deve estar lisa e brilhante e quando você dá umas batidinhas ouve um som abafado. Quanto mais “oco” o som, mais dura ela está por dentro e, consequentemente, verde.

Figo

Não aperte, ele é extremamente delicado. Observe a casca. Ela deve estar arroxeada e com pequenas rugas (não chegando a aparentar murcho).

Goiaba

Queridinha do brasileiro, deve estar perfumada e não completamente firme ao toque, relativamente fácil de acertar.

Brócolis, hortaliças em geral

Todas as folhagens e ramos têm uma característica em comum: não devem estar amarelados, isso é indicativo de já terem saído do ponto. Opte pelos produtos bem verdes, sem muitos machucados de insetos e com folhas firmes.

Batata, alho e cebola

Embora não sejam parentes, as três possuem características semelhantes a serem evitadas: devem estar firmes, sem machucados e, principalmente, sem brotos. Quando qualquer uma delas começa a brotar, há a liberação de toxinas em seu interior. Evite.