8 dicas para negociar uma dívida com seu banco

A dívida de empréstimo bancário é um problema que afeta tanto os usuários quanto as instituições financeiras.

Se você pertence ao grupo de usuários que pararam de fazer seus pagamentos em dia, em breve você entrará em contato com os departamentos de cobrança.

Quando a sua dívida está à beira de onde os pagamentos finais não foram feitos e os juros estão se tornando impagáveis, você será forçado a negociar sua dívida. As dicas a seguir ajudarão você a obter um resultado melhor ao concordar com seus termos de pagamento.

1 Faça tudo o que lhe é dito

Entrar em contato com consultores envolve muitas informações quando surgem dúvidas. Se você ouvir com atenção evitará mal-entendidos e a negociação será mais ágil.

2 Analise as opções que foram dadas

Durante a negociação diferentes possibilidades aparecerão, algumas se adequarão às suas necessidades e outras não. Não tome a primeira opção apenas para terminar rapidamente, pode haver outra opção que mais lhe agrade como eles estão contra você. A única opção a não considerar é manter a dívida, isso lhe trará mais problemas a longo prazo.

3 Procure soluções diferentes

As opções apresentadas a você têm tantos pontos a seu favor quanto contra você. A única opção a não considerar é manter a dívida, isso lhe trará mais problemas a longo prazo.

4 Tente fazer o melhor acordo para você

Lembre-se de que eles são realistas com sua situação. Não prometa fazer algo que você não tem certeza que fará. Cumprir os acordos que você fez facilitará o processo de liquidação da dívida.

5 Converse com o seu gerente ou atendente e conte sua situação

A pessoa que o atende já acha que você está tendo problemas para continuar com seus pagamentos. Tudo o que você diz durante a negociação determina os termos em que você pagará. Se você for sincero, evitará muitos problemas no futuro.

6 Mantenha uma comunicação cordial

O atendente ou gerente quer encontrar uma solução para você. Quando todo o processo ocorre em um ambiente amigável, ambas as partes podem propor e chegar a acordos com mais facilidade.

7 Compromisso

Você já atingiu a dívida, se realmente quer resolvê-la, faça tudo possível cumprir os acordos feitos. Ocasionalmente, em casos extremos, você pode fazer alguns ajustes, mas essa não é a opção mais adequada.

8 Organize suas finanças

Se você se deparar com uma situação de inadimplência com seus pagamentos, indica que isso algo está errado com sua receita e gerenciamento de custos. Reestruture a forma como você administra o dinheiro para que isso nunca mais aconteça.

Quando devo começar a negociar minha dívida?

O banco entrará em contato com você se sua situação se complicar. Até lá você já tem uma carga de juros significativa e será difícil chegar a um acordo.

Quando perceber que está com problemas para continuar seus pagamentos, entre em contato com seu banco. Existem maneiras de evitar atingir situações de limite, embora elas geralmente não sejam mencionadas publicamente.

Primeiro, a melhor solução é evitar gastar mais do que você pode pagar. Depois de pagar sua dívida bancária, é hora de reorganizar suas finanças. Negociar e aderir a ela ajudará a transformar a maneira como você consome.

Comentários estão fechados.