Quais Tipos De Visto Americano Para Estudar e Trabalhar

Quais Tipos De Visto Americano Para Estudar e Trabalhar

Os Estados Unidos são um país que muitos amam e odeiam, mas não se pode negar o sucesso do país norte-americano, os EUA solicitam vistos para cidadão de algumas nacionalidades, para os brasileiros também não é diferente. O Itamaraty possui uma tabela de vistos, onde você pode identificar quais países solicitam visto para visitar ou morar.

Se você está pensando em estudar ou trabalhar nos Estados Unidos, vai precisar entender sobre os tipos de visto americano. Cada visto serve para um objetivo diferente, e possui benefícios diferentes.

Nesse artigo vamos dissertar sobre os tipos de visto americano para estudar e trabalhar, e revelar qual se encaixa no seu perfil.

Por que estudar nos EUA?

Currículo notável

A cada dia que passa o mercado de trabalho está mais competitivo no Brasil, há alguns anos quem concluía uma faculdade já estava com 50% da vaga preenchida, pois eram poucas pessoas que tinham uma formação de ensino superior.

Atualmente, com milhares de pessoas com formação acadêmica, torna-se cada vez mais difícil conquistar uma vaga, por isso as empresas buscam algo a mais no currículo, além de uma formação acadêmica simples.

Algumas pessoas tentam estender os estudos no Brasil, fazendo uma pós-graduação, mas estudar nos EUA pode ser alternativa para diferenciar o seu currículo, e desbancar boa parte dos seus concorrentes.

Aprender uma língua

Aprender uma língua inglesa é muito complexo para algumas pessoas, fazer um cursinho de custa muito caro, e muitas pessoas, mesmo realizando cursos, não conseguem ter fluência em inglês, pois não tem a oportunidade de praticar.

Ao estudar nos EUA, você tem a possibilidade de aprender o inglês na prática, isso facilita na conquista de muitas vagas importantes no Brasil, principalmente em multinacionais. Apenas 1% dos brasileiros têm fluência na língua inglesa.

Carreira internacional

As grandes empresas do mundo estão nos EUA, no momento que você estuda em uma universidade americana relevante, você consegue fazer parte de um network muito importante, que pode ajudar a conquistar uma vaga em uma multinacional, e conseguir trabalhar nos Estados Unidos.

Por que trabalhar nos EUA?

A economia americana está na casa dos trilhões de dólares, o dólar é uma das moedas mais fortes e mais valorizadas do mundo. Receber um salário em dólar pode fazer você ter uma qualidade de vida melhor.

O salário mínimo nos EUA atualmente é 7,25 por hora trabalhada, que convertendo para o real fica em torno de R$8.421,60, esse valor no Brasil é um salário que poucas pessoas conseguem receber.

Os Estados Unidos são o berço do capitalismo, e tem uma concorrência muito forte entre diversas empresas, de várias nacionalidades.

Estrangeiros conseguem conquistar várias vagas, as mais fáceis de conseguir são os considerados sub-empregos, como na área da construção e de limpeza.

Qual visto para estudar nos EUA?

tipos de visto americano

Se você quer ter um currículo internacional, e aprender inglês na prática nos EUA, você precisará atender alguns requisitos. O visto F-1 é um dos diversos tipos de visto, e se aplica para pessoas que querem estudar na América.

Benefícios do visto F-1

  • Morar nos EUA durante o período do curso, desde que esteja seguindo as regras do visto e da universidade;
  • Possibilidade de levar para os Estados Unidos o cônjuge e filhos menores de 21 anos, que irão como dependentes do visto, e poderão ficar durante o período do curso;
  • Em alguns cursos, o estudante pode ter a possibilidade de receber um visto de trabalho de duração de um ano.

Os requisitos para obter o visto podem variar, dependendo da instituição de ensino. Antes de procurar documentações para solicitar, é necessário definir a universidade escolhida, e verificar junto a ela, os requisitos e exigências.

Qual visto para trabalhar nos EUA?

O visto F-1 é exclusivamente para estudantes, o governo americano permite que os portadores do visto-F1 trabalhem, porém existem algumas restrições, a pessoa só tem a permissão de trabalhar meio período, enquanto estiver estudando.

Em alguns casos é possível que seja permitido trabalhar fora do campus da universidade, que são nos casos de Treinamento Prático de Currículo (CPT) e do Treinamento Prático Opcional (OPT).

Treinamento Prático de Currículo (CPT)

Nessa modalidade, a instituição exige que você trabalhe como parte da conclusão do curso, dessa forma é possível conseguir uma autorização para trabalhar, mesmo com o visto F-1. O trabalho precisa ser autorizado pela oficial escolar (DSO).

Treinamento Prático Opcional (OPT)

Nesse tipo de treinamento não tem uma exigência da instituição para a conclusão do curso, porém a principal restrição é que o trabalho seja na mesma área do curso que você está fazendo.

Vistos para trabalhar sem estudar

Se você almeja trabalhar nos Estados Unidos, sem precisar estudar em simultâneo, existem outras alternativas de vistos, para você trabalhar de forma legal.

Visto H-1B (ocupação de especialista)

Esse tipo de visto é fornecido para pessoas que desejam trabalhar em uma profissão pré-contratada. Para conquistar esse visto é necessário ter uma formação universitária ou uma certificação de habilidades diferenciadas.

Para ser aprovado, o empregador precisa realizar o pedido junto ao departamento de trabalho americano, no pedido será esclarecido todos os termos contratuais. Esse é um dos tipos de visto que tem limite de três anos, podendo ser prorrogado, até no máximo seis anos.

Visto H-2B (trabalho qualificado e não qualificado)

Nessa modalidade de visto, o empregador também precisa realizar a solicitação perante o departamento de trabalho. Ele serve para o preenchimento de vagas temporárias, e que tem pouquíssima mão de obra entre os americanos.

O H-2B é um dos tipos de visto que também tem prazo de encerramento, a duração é de 1 ano, e pode ser prorrogado por até 3 anos.

Visto H-3 (estagiário)

Esse visto é direcionado para pessoas que desejam estagiar nos EUA, porém esse visto não permite ter um emprego formal. Uma das exigências é que não seja relacionada a área de graduação, o estágio ou treinamento não deve existir no país de origem.

Existem outros tipos de visto americano, como o visto L1, por exemplo, mas nesse caso são para empresas com filial nos EUA.

Os Estados Unidos são realmente um país muito cobiçado, tanto pela economia, quanto pelas instituições de educação renomadas. É necessário realizar uma pesquisa aprofundada antes de tomar alguma decisão.

Se o seu objetivo é estudar, procure entrar em contato com as instituições de ensino de sua preferência, e veja as exigências que elas solicitam. Sobre os vistos de trabalho, todos são requisitados pela empresa que quer contratar você, se for uma profissão rara, que não tem muitos profissionais nos EUA, você pode ter uma facilidade para obter o seu visto.

Muitas pessoas se confundem, mas os tipos de visto americano de trabalho citados acima, não dão direito para obter o green card americano, porém é uma grande oportunidade de criar uma boa rede de relacionamentos e poder ganhar em dólar.

Como toda decisão séria é importante realizar uma boa pesquisa antes, e se possível um acompanhamento profissional para auxiliar nas dúvidas durante o processo de aquisição de vistos.

Esse artigo foi escrito pela Equipe de produção de conteúdo da Red Consulting Serviços e Consultoria.