Saúde bucal: 7 hábitos que prejudicam seu sorriso

Saúde bucal: 7 hábitos que prejudicam seu sorriso

Ter um belo cartão de visitas no rosto é algo que muitos almejam, seja para melhorar suas relações interpessoais, para adquirir mais confiança ou se sentir bem consigo mesmo. Porém, existem alguns hábitos que prejudicam o seu sorriso.

Com a correria do cotidiano, muitas vezes as pessoas esquecem de cuidar da saúde bucal, seja esquecendo de fazer uma limpeza correta, ou por comer algum alimento industrializado, que não tenha nutrientes necessários para o corpo ou tenha alta taxa de gordura.

Assim, é preciso mudar esse comportamento para que os dentes fiquem saudáveis, com seu esmalte preservado, evitando doenças como cáries, câncer bucal, gengivite, periodontite e até problemas cardiovasculares.

Por esse motivo, alguns dos maus hábitos com a saúde bucal serão evidenciados neste artigo para que seja possível alertar sobre a devida atenção com essa parte do corpo, de modo a evitar complicações e problemas com os dentes e a boca.

Usar creme e enxaguante bucal em excesso

No momento da escovação, muitos acreditam que quanto maior a quantidade do produto, mais efeito ele fará. Porém, esse pensamento está um tanto quanto equivocado.

O creme dental tem vários elementos em sua composição, inclusive o flúor, que faz muito bem à saúde bucal, porém, quando é usado em excesso, o mineral pode manchar os dentes.

O mesmo ocorre com o enxaguante bucal. Inclusive, além de poder manchar os dentes, o uso em excesso desse produto com frequência pode alterar também o paladar e a resistência, devido a quantidade de abrasivos.

Compartilhar escovas de dente

Uma prática comum, principalmente entre casais, o ato de compartilhar escovas de dente é altamente perigoso e anti-higiênico.

A boca abriga mais de 500 tipos de bactérias. Se alguém compartilha a escova de dentes, ambos os usuários do utensílio podem ser infectados e desenvolver alguma doença.

Ingerir alimentos de muita pigmentação

Alimentos que possuem muita pigmentação, como café, podem manchar os dentes se forem consumidos frequentemente e sem a devida higienização.

Além disso, pode ocorrer uma proliferação de bactérias na boca, afetando tanto a saúde quanto a estética do sorriso.

O recomendado é que após 30 minutos da ingestão desses alimentos a água seja passada na boca ou ingerida. Do mesmo modo, posteriormente deve-se fazer a escovação correta dos dentes.

É importante ressaltar que os próprios alimentos também podem fazer uma limpeza natural. Isso porque frutas como a maçã e legumes como a cenoura podem sim limpar os dentes por serem mais fibrosos.

Os alimentos que são muito pigmentados e podem manchar os dentes se forem consumidos com frequência e sem a higienização bucal apropriada são:

  • Refrigerantes;
  • Café;
  • Vinho;
  • Chá;
  • Suco de uva;
  • Molho;
  • Tomate;
  • Beterraba.

Em contrapartida, alguns alimentos como o morango contribuem para o clareamento e manutenção da estética dental.

No entanto, para quem deseja dentes até sete vezes mais brancos, ampliando o resultado da alimentação e higienização correta, é possível recorrer ao clareamento dental com moldeira para resgatar a coloração original do dente.

Escovas com cerdas duras

A escovação dos dentes com cerdas duras pode dar a falsa impressão de que o sorriso ficará mais limpo, quando na verdade está machucando as gengivas, deixando-as expostas a retração gengival e sensibilidade dentária.

Inclusive, as cerdas duras podem danificar procedimentos estéticos e funcionais da odontologia, como a prótese sobre implante dentario.

Por isso, o dentista deve ser consultado no momento de escolher qual tipo e marca da escova deve ser comprada para a escovação, principalmente para aqueles que já fazem uso de algum procedimento.

Escolhida a escova correta, algo que jamais deve ser esquecido é escovar os dentes três vezes ao dia, garantindo a higienização da cavidade oral.

Realizar o processo de escovação de forma correta é ainda mais crucial para quem utiliza o aparelho dental transparente, pois os resíduos de alimentos podem ficar mais evidentes, interferindo na aparência da arcada dentária além de impactar na saúde.

Roer unhas e abrir objetos com a boca

A quantidade de bactérias que estão envolvidas no hábito de roer unhas e abrir embalagens ou garrafas com a boca é enorme.

Inclusive, isso pode danificar até a funcionalidade/resistência dos dentes, deixando-os mais propícios a quebrar com facilidade ou desenvolver alguma doença.

Clareamento dental com recursos improvisados

Recorrer a métodos de internet que sejam mais “fáceis” para clarear os dentes é algo que não só pode não funcionar, como pode causar maiores problemas para a estrutura bucal.

Esses métodos de clareamento sem a supervisão de um profissional da área podem queimar as gengivas e manchar os dentes, além de trazer complicações mais graves como placa, cálculo dental e cáries.

Ir ao dentista só quando há problema

Esse é um ato comum entre as pessoas, de recorrer ao dentista só quando acontece algum problema ou surgem dores e incômodos.

Contudo, na verdade, as idas ao odontologista devem ser feitas regularmente – a cada seis meses -, para que ele acompanhe a saúde bucal, limpe o tártaro e coloque flúor para o fortalecimento dos dentes.

Assim, o profissional poderá identificar possíveis ofensores para a saúde bucal e realizar tratamentos de prevenção ou correção, como é o caso dos implantes dentarios para a harmonização do sorriso e recuperação da mordida.

Deste modo, ao saber os hábitos que devem ser evitados, é possível alcançar com mais qualidade e facilidade a saúde bucal.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.

Leia também sobre: planos de saúde em Sorocaba