Piso de taco: quais são os principais cuidados?

Depois de encontrar a casa ou apartamento ideal junto à imobiliária, é importante analisar alguns aspectos do imóvel para garantir o melhor aproveitamento do ambiente. É fato que existem diversos tipos de piso, sendo que o de taco, muito tradicional e usado nas casas brasileiras das décadas de 50 e 60, vem voltando a ser destaque na decoração. Feito com madeira e tábuas maciças, o piso que se tornou o queridinho do momento, é ideal para uma decoração retrô ou para quem quer misturar elementos antigos e contemporâneos.

No entanto, é fundamental entender mais a fundo sobre ele e os principais cuidados, a fim de garantir sua durabilidade e qualidade ao longo do tempo. Então, pensando nisso, preparamos o post de hoje para te ajudar e explicar como cuidar do piso de taco. Vamos lá?

O que é o piso de taco?

Como falamos, o piso de taco nada mais é do que um piso feito com madeira e tábuas maciças. Os tacos são produzidos a partir de madeiras que não tinham as dimensões adequadas para assoalho, sendo reaproveitadas para um novo uso. Ele foi muito utilizado nas casas brasileiras nas décadas de 50 e 60, com várias tonalidades e tamanhos, sendo que hoje voltaram a ganhar destaque na decoração.

As medidas normalmente são de 7 x 25cm, 7 x 42cm, e 10 x 40cm, sendo fixas e utilizando madeiras como ipê, peroba, jatobá, amêndola, cumaru, marfim, carvalho, grapia, abiu e tauari. 

Outro ponto importante é que uma das principais características do piso de taco é a paginação, podendo ser feita em cinco jeitos diferentes: espinha-de-peixe, escama-de-peixe, dama, amarração e diagonal. 

Com a popularização do piso de taco nos dias atuais, a tecnologia contribuiu significativamente para sua evolução. Afinal, além de maior variedade, hoje em dia também é possível encontrar tábuas de madeiras sustentáveis com certificado ou feitas com madeira de demolição. Além disso, não há necessidade de aplicar camadas de sinteco ou cera, assim como a manutenção é mais fácil e barata. Inclusive, para a instalação, os tacos já chegam no imóvel com resina de proteção e prontos para serem colocados. 

Como é feita a instalação do piso de taco?

Falando em instalação, é importante ficar atento nessa etapa. Como falaremos mais adiante, o contrapiso precisa estar seco e bem nivelado, pois é isso que irá impedir que o revestimento rache, empene ou estufe. A fixação é feita com cola de alta resistência especial ou PVA. Além disso, tenha em mente que quanto mais grossos os pisos de taco, maior sua durabilidade. Inclusive, uma espessura mais grossa permite maior quantidade de restaurações. 

Quais as vantagens e desvantagens desse piso?

Assim como tudo na vida, existem vantagens e desvantagens em escolher esse tipo de piso para seu novo imóvel. Por isso, é importante considerar todas elas e colocar na balança para entender se vale a pena ou não. Veja abaixo: 

Vantagens:

  • Beleza;
  • Conforto visual, térmico e acústico;
  • Boa durabilidade, podendo passar 50 anos;
  • Valoriza o imóvel.

Desvantagens:

  • Precisa de cuidados para não manchar;
  • Deve-se colocar proteções nos móveis para não riscar o piso;
  • Exige produtos de limpeza específicos;
  • Não pode receber água.

Quais os principais cuidados com o piso de taco?

Agora que você entende melhor sobre o piso de taco, é importante saber que ele exige alguns cuidados diários e manutenção para que fique sempre bonito e reluzente. Com o tempo, é normal que apareçam riscos ou, em casos mais graves, descolamento de algumas peças. Além disso, o acúmulo excessivo de água sobre ele pode causar infiltrações entre o assoalho e cimento, provocando, portanto, o estufamento dos tacos.

Sendo assim, cuidar do contrapiso é essencial, pois ele é responsável por fiar a madeira na base. Portanto, se ele não for compacto, liso e livre de água, pode até mesmo estragar o revestimento. 

Vale lembrar que a limpeza e reparos adequados são os principais cuidados para deixar os tacos sempre impecáveis. Nesse sentido, utilize somente vassouras de cerdas macias ou um pano seco para não arranhar o piso. Além disso, o aspirador de pó é uma ótima opção, sendo importante tomar cuidado apenas com o bocal para não encostar e deixar marcas. Lembre-se de utilizar pouca água ou nenhuma para evitar o descolamento ou escurecimento do assoalho, assim como investir em produtos específicos para a limpeza do piso de taco, sempre utilizando um pano seco. 

Outro ponto relevante para manter o piso bonito é colocar protetores nos pés de cadeiras, poltronas e mesas, evitando arranhões desnecessários. 

Por fim, fabricantes em geral recomendam uma nova raspagem, calefação e reaplicação do verniz a cada oito ou dez anos. 

Conclusão

Então, agora que você conhece mais sobre o piso de taco e sabe como cuidar dele no dia a dia, já pode iniciar a rotina de cuidados. Caso esteja planejando instalar em seu novo imóvel, não se esqueça de contar com uma equipe de qualidade para garantir o melhor resultado e evitar dores de cabeça desnecessárias.

Comentários estão fechados.